NW879 – Banda de Cobertura do Cruzador Blindado S.M.S. Friedrich der Grosse da Marinha do Kaiser

““Mützenband S.M.S. Friedrich der Grosse für Kaiserliche Marine””

Fora de estoque

Descrição

A Banda de Cobertura estilo “Pato Donald” dos Soldados e NCO’s Alemães foi baseado em um desenho tradicional que data da época da criação da Marinha Prussiana em 1848. Durante as Eras da Marinha Imperial Alemã, o Reichsmarine e o início do 3. Reich, estas Bandas de Cobertura Pato Donald eram produzidas com o nome gravado indicando o navio, flotilha ou unidade de terra que o individuo servia.

O “SMS Friedrich der Grosse” foi o segundo navio da classe Kaiser de navios de guerra da Marinha Imperial alemã. A quilha a embarcação foi lançada em 26 de janeiro de 1910 no estaleiro “AG Vulcan” em Hamburgo, seu casco foi lançado em 10 de junho de 1911, e efetivamente incorporado na frota em 15 de outubro de 1912. O navio era equipado com dez canhões de 30,5 centímetros em cinco torres gêmeas, e tinha uma velocidade máxima de 23,4 nós (43,3 km/h). “Friedrich der Grosse” foi designado para o III esquadrão da Frota do alto mar durante a maior parte da I Guerra Mundial , e serviu como carro-chefe da frota de seu comissionamento até 1917. Junto com seus quatro navios irmãos , Kaiser, Kaiserin , König Albert, e Prinzregent Luitpold, Friedrich der Grosse participou de todas as grandes operações da frota da I Guerra Mundial , incluindo a Batalha da Jutlândia em 31 maio a 1 junho 1916. Em direção ao centro da linha alemã, Friedrich der Grosse não foi tão fortemente engajado como os principais navios alemães, e com isso saiu completamente ileso da Batalha da Jutlândia. Em 1917 , o novo navio de guerra Baden substituíu Friedrich der Grosse como o carro-chefe da frota. Após a derrota da Alemanha na guerra e com a assinatura do armistício em novembro de 1918, Friedrich der Grosse e a maioria dos navios da Frota Alto Mar de capital foram internados pela Marinha Real britânica em Scapa Flow. Os navios foram desarmados e reduzindo significativamente sua tripulação, enquanto as potências aliadas negociavam a versão final do Tratado de Versalhes. Em 21 de junho de 1919, dias antes de o tratado ser assinado, o comandante da frota internada, Contra-Almirante Ludwig von Reuter, ordenou que a frota fosse afundada para garantir que os britânicos não seriam capazes de apreender os navios. Friedrich der Grosse foi removido do seu leito em 1936 e desmontado para se transformar em sucata. Seu sino voltou para a Alemanha em 1965 e agora está localizado na sede da frota em Glücksburg.

Estado de conservação 85%. Fabricado por bordado a máquina com linha metálida dourada (atualmente a cor lembra o cobre, devido a oxidação dos fios metálicos), indicando “Seemännisches Personal” (pessoal de deck das embarcações). Banda com nome muito escasso. Ótimo para compor displays da I Guerra e da Marinha do Kaiser. Dimensões (3,2×89)cm

Informação adicional

Peso 1000 kg
Dimensões 50 × 50 × 50 cm