NW878 – Banda de Cobertura do Cruzador Blindado S.M.S. Bluecher da Marinha do Kaiser

““Mützenband S.M.S. Bluecher für Kaiserliche Marine””

Fora de estoque

Descrição

A Banda de Cobertura estilo “Pato Donald” dos Soldados e NCO’s Alemães foi baseado em um desenho tradicional que data da época da criação da Marinha Prussiana em 1848. Durante as Eras da Marinha Imperial Alemã, o Reichsmarine e o início do 3. Reich, estas Bandas de Cobertura Pato Donald eram produzidas com o nome gravado indicando o navio, flotilha ou unidade de terra que o individuo servia.

O SMS Blücher foi o último cruzador blindado construído pelo Império Alemão. Foi desenvolvido pois a inteligência alemã acreditava incorretamente ser das mesmas especificações da Classe Invincible de Cruzadores de Batalha Ingleses. O Blücher era maior que os cruzadores blindados e carregava canhões mais pesados, mas era incapaz de fazer tamanho e armamento frente aos cruzadores de batalha que substituíram os cruzadores blindados da Marinha Real Britanica. Seu nome foi uma homenagem ao Marechal de Campo Prussiano Gebhard von Blücher que comandou as forças prussianas na Batalha de Waterloo em 1815. O Blücher foi construído em Kiel entre 1907 e 1909 e sua carreira se deu praticamente apenas nos estágios iniciais da I Guerra Mundial. Tomou parte na operação de bombardeio a Yarmouth e no raid em Scarborough, Hartlepool e Whiby em 1914. Na Batalha do Dogger Bank em 24 de janeiro de 1915, o Blücher foi significativamente mais lento que os demais navios e depois de ter sido atingido pelo fogo de um esquadrão de cruzadores de batalha britânicos sob o comando do Vice Almirante David Beatyy, com isso o Almirante Franz von Hipper, comandante do esquadrão alemão decidiu abandonar o Blücher a fim de escapar com suas embarcações mais importantes das embarcações inimigas que o perseguiam. Sob pesado fogo das embarcações britânicas, o Blücher afundou e os destroiers britânicos salvaram os sobreviventes. No entanto, os destroiers se retiraram quando um Zepelin Alemão começou a bombardeá-los, após ter confundido o Blücher com um Cruzador de Batalha britânico. O número de vítimas é desconhecido, mas figura entre 747 e 1.000 homens. O Blücher foi o único navio de batalha afundado durante esta Batalha. A imagem do afundamento do Blücher é uma das mais impressionantes e trágicas da Guerra Marítima na I Guerra Mundial.

Estado de conservação 85%. Fabricado por bordado a máquina com linha metálida dourado (atualmente tem a cor cobre devido a oxidação dos fios), indicando “Seemännisches Personal” (pessoal de deck da embarcação). Apresenta dois pequenos rasgos nas bordas ao longo da banda. Retirado de uma cobertura, pois ainda há linha de costura em alguns pontos. Banda com nome muito escasso. Ótimo para compor displays da I Guerra e da Marinha do Kaiser. Dimensões (3,2×142)cm

Informação adicional

Peso 1000 kg
Dimensões 50 × 50 × 50 cm