NW606 – Banda de Cobertura do Cruzador Blindado S.M.S. Geneisenau da Marinha do Kaiser

Fora de estoque

Descrição


A Banda de Cobertura estilo “Pato Donald” dos Soldados e NCO’s Alemães foi baseado em um desenho tradicional que data da época da criação da Marinha Prussiana em 1848. Durante as Eras da Marinha Imperial Alemã, o Reichsmarine e o início do 3. Reich, estas Bandas de Cobertura Pato Donald eram produzidas com o nome gravado indicando o navio, flotilha ou unidade de terra que o individuo servia. O SMS Gneisenau foi um cruzador blindados da Marinha Imperial alemã, lançado ao mar pelo estaleiro alemão AG Weser em 14.06.1906 e comissionado em 06.03.1908; recebeu esse nome em homenagem ao marechal prussiano August Von Gneisenau (1760-1831), herói das Guerras Napoleônicas. O navio contava com um armamento de oito canhões de 210 mm, seis canhões de 150mm (15 cm), 18 canhões de 88mm e quatro tubos de lança torpedos, tinha um comprimento de 144 metros e deslocava aproximadamente 13.000 toneladas, com uma tripulação de 726 marinheiros e 38 oficiais. Quando de sua entrada em serviços, seu projeto já estava ultrapassado, em razão do advento dos encouraçados Dreadnought e o Gneisenau foi enviado para integrar o Esquadrão Alemão da Ásia Oriental, então baseado na colônia alemã de Tsingtao, China, sob comando do almirante Maximilian von Spee. Quando começou a I Guerra Mundial, em agosto de 1914, o SMS Gneisenau, ao lado do também cruzador blindado Scharnhorst e dos cruzadores leves Emden, Nürnberg e Leipzig iniciou uma campanha muito bem sucedida no Pacífico, conseguindo bombardear Papeete (Polinésia Francesa) e derrotando uma frota inglesa na Batalha de Coronel, em 01.11.1914, que resultou no afundamento dos cruzadores blindados HMS Good Hope e HMS Monmouth, resultando na morte de 1600 marinheiros britânicos, inclusive do comandante do esquadrão, almirante Christopher Craddock. O Gneisenau partiu com a frota para destruir o transmissor sem fio situado nas Malvinas (ou Falklands), e foi lá que os britânicos concentraram uma poderosa frota que emboscou os alemães. Em 08.12.1914 dois modernos cruzadores de batalha, o HMS Invencible e o HMS Inflexible, acompanhados de outros navios menores, atacaram a frota de von Spee, que não teve chance. Às 16hs17mins, o SMS Scharnhorst afundou matando todos os tripulantes, inclusive von Spee, já o SMS Gneisenau continuou lutando até que às 17hs30mins, o SMS Gneisenau estava bastante danificado e em chamas. Às 17hs50mins, os britânicos pararam o ataque, e o capitão do SMS Gneisenau ordenou que a tripulação afundasse o navio, pois a munição havia acabado. Os demais navios (com exceção do SMS Dresden) também foram afundados e apenas 215 sobreviventes foram recolhidos com vida.

Estado de conservação 85%. Fabricado por bordado a máquina com linha metálida prateada, indicando “Schiffstechnisches Personal” (todo pessoal técnico, inclusive o staff administrativo). Apresenta dois pontos de costura. Banda com nome muito escasso. Ótimo para compor displays da I Guerra e da Marinha do Kaiser. Dimensões (3,4×116)cm

Agora você pode pagar parcelado no cartão de crédito!

pagamento com pagseguro