NW537 – Banda de Cobertura do Torpedoboot Iltis da Kriegsmarine

R$ 250,00

“”Mützenband Torpedoboot Iltis””

Fora de estoque

Descrição


A Banda de Cobertura estilo “Pato Donald” dos Soldados e NCO’s Alemães foi baseado em um desenho tradicional que data da época da criação da Marinha Prussiana em 1848. Durante as Eras da Marinha Imperial Alemã, o Reichsmarine e o início do 3. Reich, estas Bandas de Cobertura Pato Donald eram produzidas com o nome gravado indicando o navio, flotilha ou unidade de terra que o individuo servia. Em 1 de Novembro de 1938, a mobilização da Marinha introduziu a Banda de Cobertura “Kriegsmarine”, substituindo todas as demais, por medida de segurança de uma eventual mobilização ativa. O pessoal que não tinha possibilidade de contato com o mundo exterior reteve o privilégio do uso dos nomes nas Bandas. 

Estado de conservação 85%. Fabricado por bordado a máquina com linha metálida dourada fosca. Impecável e banda com nome muito raro. Ótimo para compor displays da Kriegsmarine. Dimensões (3,4×149)cm

Os Torpedoboot (Barcos Torpedos) alemães em embarcações armadas principalmente, mas não exclusivamente, com torpedos dos mais diversos tipos e tamanhos, não devendo ser confundidos com os Destroiers, embarcações de maior porte, ou com os Schnellboots, embarcações de menor porte. Incialmente foi criada a classe Raubvogel, seguida pela classe Raubtier. Foram construídos seis Raubvogel (Ave de Rapina), embarcações de classe torpedo que foram desenvolvidas a partir de projetos anteriores logo após a I Guerra Mundial e entrou em serviço em 1926 e 1927. Eles foram os primeiros a usar solda elétrica para a construção do casco para reduzir o deslocamento e que também introduziu turbinas voltadas. Durante a Segunda Guerra Mundial, estes navios foram referidos como a classe Möwe pela Royal Navy. Apesar das inovações, e ao contrário dos destroyers alemães contemporâneos, os Raubvogels foram bem sucedidos barcos do mar, embora limitado às águas costeiras, e a maioria permaneceu em serviço até 1944, altura em que tudo tinha sido perdido. Bem antes disso, no entanto, as deficiências de sua concentração em torpedos tornou-se evidente: o seu armamento antiaéreo era totalmente deficiente, e teve que ser atualizado, e as armas também eram mínimas. Logo após foram criados seis embarcações da classe Raubtier (“Predador”) com armas de 12,7cm, mas, em vez disso, recebeu armamento atualizado de 10,5cm. A velocidade e o alcance também foram melhorados. Caso contrário, eles teriam exibido os mesmos pontos ruins como os seus antecessores da classe Raubvogels.Entraram em serviço em 1927 e 1928 e todos, mas acabaram sendo perdidos antes de meados de 1942.

O Torpedeiro Iltis era da classe Raubtier. O Torpedeiro Iltis foi comissionado em 01 de outubro de 1928. Participou de missões na Espanha durante a Guerra Civil Espanhola. Contava com uma tripulação de 120 a 129 homens. Durante a Campanha da Noruega, ele foi um dos 5 Torpedeiros que escoltou de volta a Kiel o Gneisenau danificado e uma das embarcações que escoltou o Scharnhorst, Gneisenau e o Prinz Eugen através do Canal da Mancha. Participou de divesas missões de lançamento de minas na costa francesa e canal da mancha, tendo sido atacado diversas vezes por aeronaves e embarcações aliadas, tendo muitos mortos e feridos durante as operações. Durante uma travessia do Canal da Mancha, em uma operação de escolta do Hilfskreuze Stier, em 13 de maio de 1942, foi atacado por lanchas torpedeiras inglesas, sendo que um torpedo o acertou em cheio, partindo-o em dois, tendo afundado em minutos. Duas horas depois, lanchas torpedeiras alemãs conseguiram resgatar apenas 33 dos 115 tripulantes. Os demais afundaram com a embarcação.

Informação adicional

Peso 1000 kg
Dimensões 50 x 50 x 50 cm