NW3096 – Tragbare de Tropa de Montanha – Gebirgsjäger Regiment 98 1943

“GJ Regiment 98 Tragbare”

Fora de estoque

Descrição

Os Gebirgsjäger, ou Tropas de Montanha, estavam ao lado dos Fallschirmjäger, Panzertruppe e das Waffen SS como as Tropas de Elite alemã da II Guerra Mundial. Eram basicamente tropas de infantaria com treinamento especializado de movimentação e combate em regiões montanhosas e de difícil acesso. Sua criação data da I Guerra e um de seus mais famosos integrantes desta Guerra foi o jovem condecorado com a Pour-Le-Merite, Erwin Rommel. As Tropas de Montanha alemãs viram ação em quase todos os Fronts, participando de Campanhas únicas, como Narvik e Creta. No entanto, foram tropas muito utilizadas durante a Guerra, sendo menosprezadas as suas habilidades de elite, para serem utilizadas como tropas de infantaria do meio para o final da Guerra. Estas tropas existem até hoje na Alemanha, não sendo raro embarcar em um trem no Sul da Alemanha e cruzar com membros desta unidade, ainda de Elite. A origem dos Tragbare remonta à Mitologia Nordica. O URLL, espécie de tragbare, era usado por caçadores como amuletos quando entravam nas florestas. Os amuletos tinham a função de proteger o caçador dos seres mitológicos que habitariam as florestas e protegeriam a caça. Essa tradição foi passada principalmente para o povo dos Alpes que usavam os URLL como símbolo de proteção e boa sorte. As principais Divisões Gebirgsjäger provinham de áreas dos Alpes. No decorrer da Guerra, os soldados Gebirgsjäger mandavam fabricar seus Tragbare personalizados da sua Companhia, Regimento ou Divisão. Estes Tragbare, além de ter a função de boa sorte, também traziam trechos da História da unidade, relatando locais por onde tiveram passado. Os Tragbares eram usados pendurados em tiras finas de couro ou correntes finas metálicas e fixados no bolso ou cinto do soldado. Não se sabe ao certo quantos Tragbares diferentes existiram, mas existem algumas poucas dezenas conhecidas. Uma peça impar, muito escassa e que conta muita História.

Estado de conservação: 80%. Tragbare fabricado em liga de zinco. Tragbare MUI ESCASSO da 11ª Kompanie do 98° Regimento de Tropa de Montanha. Este é um dos Regimentos mais importantes da História dos Gebirgsjägers e existe até hoje como Tropa de Elite. Fazia parte da 1ª Divisão de Montanha, “Edelweiss”. Participaram da invasão da França, invasão dos Balcãs e fazia parte do Grupo de Exercitos Sul na Operação Barbarosa. Foi justamente a unidade de combate alemã que chegou mais ao Leste durante a investida contra os campos de petróleo de Baku, atingindo o topo do Monte Ebruz, em escalada, feito marcante na época e muito divulgado pela mídia nazista. Este Tragbare é uma peça comemorativa do Natal de 1943 (muitos Tragebare tem este motivo) quando a unidade estava estacionada nos Balcãs. O reverso traz justamente o mapa dos Balcãs nas áreas em que a unidade se encontrava, uma área da Bósnia. Três áreas estão escritas nas bordas do reverso: Monte Negro, Griechenland (Grécia) e Kefalonia. Um fato interessante é que o comandante da 1ª GJ Division de 17 de Dezembro de 1942 a 18 de Outubro de 1944, o Generalleutnant Walter Stettner Ritter von Grabenhofen, foi morto por um tiro disparado por Partisans justamente em Belgrado em Outubro de 1944. É uma peça muito rara e dificilmente conseguiremos outra. Os Tragbares simplesmente sumiram do mercado e é muito difícil aparecer qualquer um nos dias de hoje.

Dimensões: (35,18×37,94)mm. Peso: 11,5gr