NW1322 – Soldbuch do Heer / Karl Heinz Rechmann / Grenadier do Heer

Fora de estoque

Descrição

 

 

O Wehrpass era fornecido a todo homem em tempo de alistamento, cabendo a este mantê-lo até os 60 anos de idade. Se fosse convocado para o serviço militar, o soldado entregava o Wehrpass no setor administrativo da unidade na qual estava sendo incorporado, onde ficava arquivado, e recebia o Soldbuch, que era o documento portado enquanto ele permanecesse em serviço ativo. Nesse meio tempo, todas as informações que fossem adicionadas ao Soldbuch eram também incorporadas ao Wehrpass pelo escrivão da unidade (embora seja freqüente a defasagem de informações). Soldbuch do soldado de primeira classe Karl Heinz Rechmann do Exército. Rechmann tinha a patente de Gefreiten quando da emissão do Soldbuch, mas em 01/01/43 foi promovido a Obergefreiter. Possuía o número militar (Erkenungsmarke, que era gravado em seu Dog Tag) – 3./J.R.484 5026B., era do tipo sanguineo B e usava máscara de gases número 2. Na página 2 podemos ver suas informações pessoais. Nascido em 19/12/1922 em Dortmund-Evirg, era evangélico e (sua profissão está ilegível) antes de ingressar no serviço militar. Tinha 1,64m de altura, tinha cabelos castanhos e olhos azuis. Ingressou nas forças armadas em 11 de Março de 1942 na unidade J.R.484 (484. Regimento de Infantaria). Na página 3 vemos a promoção de Obergefreiter em 01/01/43. Na página 4 podemos ver que permaneceu boa parte de sua carreira militar no 484. Regimento de Infantaria e 484. Regimento de Granadeiros (Grenadier Regiment 484). Na página 5 podemos ver mais informações pessoais: Não era casado, seu pai era mineiro e sua mãe se chamava Martha Siegel. Nas páginas 6 e 7 podem ser vistos os equipamentos militares que Rechmann recebeu: uniformes, capacete, botas, cobertores, etc… Na página 8a podemos ver as armas que recebeu: fuzil 98K de número 2769 e baioneta 6476. Na página 8b aparecem outras informações, como a máscara de gás recebida por Rechmann: número 1264 em 05/04/1944. Na página 9 podemos ver que ele tomou vacinas contra o Tifo, a Varíola e Desinteria. Nas páginas 12 e 13 podemos ver que Rechmann foi internado 4 vezes ao longo do ano de 1943 pelos motivos 31a e 31b. Teve alta em 09/03/1944. Na página 15 vemos que ele foi liberado para o serviço militar em 01/12/1943 por um médico militar. Na página 18 e 19 vemos que ele receberia soldo militar. Nas páginas 20, 21 e 22, vemos que Rechmann foi condecorado em 24/05/1942 com o Badge de Assalto de Infantaria, em 01/07/1942 com o Badge de Ferido em Preto devido a seus ferimentos, em 15/07/1942 com a Cruz de Ferro de 2. Classe, em 25/07/1942 com a Ostmedaille, em 15/02/1943 novamente com o Badge de Ferido em Preto devido a seus novos ferimentos e em 10/08/1943 com o Badge de Ferido em Prata devido a novos ferimentos. Aparentemente, em 1944 Rechmann deixou os combates devido a seus ferimentos de guerra. Na página 23 vemos que ele tirou 3 licenças para visitar sua família. O Regimento de Rechmann fazia parte da 54. Divisão de Infantaria que durante este período em que Rechmann lá estava, participou de combates pesados no Norte do front Oriental, em Wolchow (Varsóvia), Leningrado e Demjansk.

 

Este é um Soldbuch que retrata um soldado muito condecorado e que viu combates difíceis e de destaque na 2. Guerra Mundial.

Informação adicional

Peso 1000 kg
Dimensões 50 × 50 × 50 cm