NW003 – Foto Autografada do Hauptmann de Infantaria do Exérito Theo Kroj

Fora de estoque

Descrição

 

 

Nascido em Bad Schwalbach, 20km a norte de Wiesbaden, Kroj tornou-se cadete da Academia de Oficiais e, ao terminar o treinamento, foi designado para a 36. Divisão de Infantaria em Kaiserslautern. A Divisão permaneceu aquartelada durante a Campanha da Polônia em 1939 e, embora enviada para a França em 1940, não viu combate na linha de frente. Tendo sido motorizada em novembro de 1940, a unidade de Kroj foi anexada ao 41. Corpo Panzer no começo da Operação Barbarossa. Operando no norte da União Soviética, ele envolveu-se em pesados combates contra tropas russas ao redor de Leningrado, quando a Wehrmacht fechava o cerco à cidade. Em outubro de 1941, a Divisão foi transferida para o front de Moscou, a oeste de Klin, e lá Kroj participou dos combates defensivos contra a ofensiva de inverno do Exército Vermelho. No verão de 1942, a Divisão continuou a defender o setor central do front, recebendo ataques contínuos que forçaram constantemente a linha para trás. Quando foi desencadeada a Batalha de Kursk em julho de 1943, Kroj, já comandando a 13. Companhia do 87. Regimento, participou dos combates ao sul de Oryol, enfrentando pesado ataque soviético e sendo agraciado com a Cruz Germânica em Ouro. No dia 1 de setembro de 1943 – seu aniversário de 25 anos – Kroj estava com sua Companhia na reserva, e fazia uma caminhada pela linha de frente com o Hauptmann Krieger, comandante do II Batalhão. Pouco depois de despedirem-se, Kroj foi deitar-se, mas logo foi acordado pelo trovoar da artilharia soviética e um aviso do Regimento: Krieger havia sido seriamente ferido, e Kroj agora assumia o comando do II Batalhão. Na confusão do ataque, Kroj viu-se longe de seus comandados, e já podia escutar os gritos de “hurra!” das duas companhias de soldados soviéticos, acompanhados de tanques, que vinham em sua direção. Rapidamente organizando o posicionamento de dois canhões antitanque para a defesa, o Hauptmann Kroj estava sozinho na linha de frente. Nesse ínterim, chegaram 10 soldados de uma unidade de granadeiros próxima, e outros 5 de uma unidade de artilharia. Tomando a iniciativa, Kroj decidiu montar uma desesperada resistência com apenas 15 homens e seu suporte de dois canhões. Contudo, foi tal a ferocidade e decisão de sua defesa que o ataque inimigo teve o ímpeto quebrado, e os russos bateram em retirada. No campo de batalha estavam centenas de armas, munição e todo tipo de material abandonado pelo inimigo. E o mais impressionante, Theo Kroj e seus 15 soldados estavam a apenas 150 metros da linha de frente original. Por esta destemida ação frente à forças inimigas superiores, Theo Kroj foi condecorado com a Cruz do Cavaleiro da Cruz de Ferro em 24 de novembro de 1943. Após sofrer pesadas baixas na Operação Bagration no verão de 1944, a 36. Divisão foi reformada e empregada contra os Aliados Ocidentais na França, e rendeu-se aos americanos no fim da guerra. Kroj faleceu no dia 3 de abril de 2013 em Wiesbaden, Alemanha, de causas naturais aos 93 anos de idade, o ganhador da Cruz do Cavaleiro, Hauptmann Theo Kroj. (Fonte: www.saladeguerra.com.br).

 

Copia moderna de uma foto original de época com o autografo original de punho do veterano. Dimensões (10,2×15,2)cm

Informação adicional

Peso 1000 kg
Dimensões 50 × 50 × 50 cm