K135 – Gorro de Voo Leve de Verão da Luftwaffe 1° Modelo LKpN101

“Netzkopfhaube LKp N 101 mit FT-Gerät”

Fora de estoque

Descrição

Com o advento da aviação militar na I Guerra Mundial, a maioria dos jovens pilotos descobriu que a apropriada cobertura para cabeça era uma necessidade contra o frio e os frequentes jatos de óleo. Originalmente, os militares alemães não estavam preparados e não possuíam especificações para coberturas e uniformes destinados a pilotos, sendo que os mesmos não estavam disponíveis. Como resultado, muitas vezes os pilotos utilizavam capacetes de veículos automotores produzidos comercialmente. Durante a II Guerra Mundial, a Luftwaffe utilizou nada menos do que 10 diferentes tipo de gorros de voos, com pequenas variações entre eles. Haviam gorros para uso no verão, para uso no inverno, com dispositivos de comunicação incorporados ou não. Chamado de “Netzkopfhaube” ou “Capacete de Malha”, este capacete de vôo foi desenvolvido para uso durante os meses quentes de verão e em áreas de clima tropical. Seu principal propósito era possibilitar acomodações para os fones de ouvido, o microfone situado na garganta e fixação para a máscara de oxigênio. Devido à sua construção leve e simples, ele praticamente não oferecia ao seu usuário qualquer proteção em relação ao fogo inimigo. A despeito disso, ele sempre foi muito popular entre os pilotos de caças, já que era possível ser colocado em casos de emergências (como em ataques às suas bases) rapidamente. O modelo LKpN101 veio em duas variações, mas permaneceu com o mesmo código para ambas. O primeiro modelo tinha 2 pontos para fixação da máscara de oxigênio, enquanto o segundo modelo era equipado com 3 pontos de fixação da máscara. Toda sua parte superior, a “coroa” do capacete, e a sua parte traseira, cobrindo o pescoço, era feito de camadas de uma rede de fios de algodão marrons. A regulagem era feita por uma tira de couro que passava por toda a circunferência do capacete, em seu topo. As acomodações para os fones de ouvido consistiam de compartimentos de couro pré-moldados e, na parte externa, possuía os passadores para os óculos de vôo. Os microfones eram mantidos em sua posição por duas pequenas tiras de couro, ajustando-se a posição do equipamento através de fivelas de metal.

Estado de Conservação: 90% – EXCELLENT!!! Primeiro modelo, couro marrom e rede em algodão marrom, com equipamento de comunicação em bakelite. O gorro  possui a rede no topo e 3 tiras internas verticais para reforço em algodão HBT. Fone de ouvido coberto por couro marrom, sendo que na parte superior há um lábio para fixação da tira do óculos de proteção do piloto. Na nuca há tiras de elástico para melhor acomodação do gorro na cabeça do piloto. O microfone de laringe “Mi 4b” possui correias de ajuste duplas horizontais em couro, fivelas de metal com presilha dupla, e dois microfones de bakelite com tiras de retenção de fechamento de encaixe simples, todas intactas. Plug curto, cabo elétrico emborrachado preto que termina em uma peça de bakelite com 4 pinos terminais metálicos. Na base de couro dos fones de ouvido há dois pinos metálicos para fixação da máscara de oxigênio. Etiqueta interna do fabricante BXO. Aparentemente é uma peça de tamanho pequeno, mas completo. EXCELENTE PEÇA, BEM ESCASSA e RARA!!!!