K061 – Quepe “Coffee Can” das SA da Unidade de Elite Feldherrnhalle

“SA-Dienstmütze”

Fora de estoque

Descrição

 

 

Inicialmente, as Tropas de Assalto (Sturmabteilung) não possuíam vestuário padrão, uma vez que cada qual tinha a responsabilidade de adquirir seu próprio uniforme. Em 1924, foi introduzido um kepi flexível, marrom, oriundo dos bonés de esqui austríacos, que passou, a partir de 1929 ao formato “coffee can” (“lata de café”), mantendo, porém, a cor, típica da indumentária das SA. O “coffee can” foi utilizado durante todo o período do Terceiro Reich, com numerosas, porém pequenas, modificações. Regulamento de abril de 1931 determinou que a águia nacional, no formato adotado pelo NSDAP, podia ser usada no “coffee can”. Originalmente, apenas líderes de unidades utilizavam cores sortidas em seus “coffee cans”, e essas cores definiam a que unidade das SA eles pertenciam. Regulamento de 1933, por sua vez, disseminou as cores para todas as patentes. As cores nos “coffee cans” permaneceram relativamente consistentes, com algumas adições a mudanças, entre 1934 e 1942. Juntamente com a adaga e a braçadeira, o “coffee can” é um dos itens mais icônicos quando se trata das SA. O SA-Standarte Feldherrnhalle, cuja cor era o carmim e cujo nome derivou da Praça em Munique onde o putsch de Adolf Hitler malogrou em 1923, foi formado em 1935, após a morte de Ernst Röhm no evento denominado “Noite das Longas Facas”, agremiando em suas fileiras os mais promissores membros de outras unidades das SA de toda a Alemanha, a fim de se tornar a unidade de elite das SA, dando proteção a importantes membros da própria SA, do NSDAP e do governo. Seu quartel-general ficava em Berlim, e também havia batalhões estacionados em Hannover, Hattingen, Krefeld, Munique, Ruhr, Stetten e Stuttgart. Seus comandantes foram o SA-Brigadeführer Hans Reimann e Hermann Göring. No mesmo ano de criação, a unidade foi filmada em massiva parada por Leni Riefenstahl no emblemático filme “Triunfo da Vontade”. Em março de 1938, foi uma das unidades que entraram na Áustria durante o Anschluss. Em setembro daquele ano, foi posta sob controle da Wehrmacht, e, em fevereiro de 1939, a maioria de seus homens foi transferida para a Luftwaffe, sendo incorporada às unidades Fallschirmjägger (Luftlande-Regiment Feldherrnhalle da 7ª Flieger-Division), enquanto a outra parte foi incorporada ao Heer (Infanterie-Regiment nº 120 da 60ª Infanterie-Division e Infanterie-Regiment nº 271 da 93ª Infanterie-Division). Entretanto, continuou a existir enquanto unidade das SA durante toda a guerra, mas em menor escala.

 

Estado de Conservação: 90% – EXCELLENT. Fabricado em lã na cor marrom, no formato típico e icônico de “coffee can”. A cor carmim em sua parte superior indica ter sido usado por membro da unidade de elite Feldherrnhalle. A águia nacional, no padrão do NSDAP, está afixada à sua parte frontal, e, abaixo, encontra-se o grande botão com acabamento prateado característico desse tipo de quepe. Também encontram-se intactos a jugular em couro marrom e o par de botões laterais, também marrons. Em cada lado do “coffee can”, há um par de pequenos buracos de ventilação. O interior é forrado em chita oleada na cor tangerina, na qual encontra-se marcado o tamanho do quepe (54). Acompanha Certificado de Originalidade e Autenticidade – COA emitido em 24 de Fevereiro de 2013 pelo Dealer mui reconhecido internacionalmente Bill Shea.

Informação adicional

Peso 1000 kg
Dimensões 50 × 50 × 50 cm