Schmidt Antiguidades Militares

ATENÇÃO!

Esse site é destinado à comercialização de militaria como meio de incentivo ao estudo e preservação de itens históricos, sem qualquer conotação ideológica ou partidária. Alertamos que alguns dos itens disponíveis nesse site podem ostentar a suástica ou outros símbolos de natureza ostensiva, de modo que, caso você se sinta ofendido, recomendamos que não acesse o seu conteúdo.

Feito esse alerta, declaramos expressamente que repudiamos todas as ideologias de natureza totalitária, racista, discriminatória ou antidemocráticas, bem como manifestamos nossa repulsa ao uso de símbolos, condutas de outras épocas para propósitos criminosos, de modo que qualquer infração nesse sentido que seja de nosso conhecimento será imediatamente denunciada à Justiça Brasileira.


» ACEITO ESSES TERMOS E QUERO PROSSEGUIR

» NÃO ACEITO ESSES TERMOS E QUERO SAIR DO SITE

Quem Somos

O mantenedor deste site é estudioso em História Militar há vários anos e, desde 2002, colecionador de militaria.
Mas, afinal, o que é “militaria”?

Militaria é o nome que se dá à grande gama de artefatos ligados à vida e à história militar. Túnicas, adagas, medalhas, documentos, baionetas, capacetes, equipamentos de campo, botas, quepes, fotografias, autógrafos... a lista é quase infinita, criando inúmeras possibilidades para qualquer candidato à Colecionador.

Devido a uma gama variada de fatores (restrições orçamentárias, espaço disponível para armanezamento, gosto pessoal, etc.), uma coleção de Militaria geralmente acaba focada em determinadas áreas específicas. Entretanto, independente da área ou enfoque escolhido pelo Colecionador, é fundamental que este conheça detalhadamente as peças de seu acervo, pois só assim conseguirá contextualizar sua peça em seu devido momento histórica, inserindo-a no que há de mais pessoal em uma guerra: o dia-a-dia do soldado.

De todo modo, é sempre através do estudo e conhecimento destes apetrechos que acabamos por desvendar um pouco mais das tradições de uma determinada Força Armada, ou ainda, os desenvolvimentos tecnológicos alcançados em situações de guerra.

Mas há, ainda, outra finalidade em se conhecer detalhadamente as peças que se coleciona: evitar falsificações. Deve-se não só conhecer as questões técnicas de uma peça, mas também conhecer a história da peça e o período histórico que a mesma se insere. Falsificadores só têm interesse no lucro e desprezam as questões históricas. Esse é um ponto fraco que permite identificar uma falsificação.

Deve-se lembrar que pela falta de informação, durante anos, o Mercado brasileiro de militaria foi inundado por falsificações vindas de outros países. Estas falsificações circulam livremente pelo mercado de militaria local. Por outro lado, outros falsários também viram neste mercado uma fonte lucrativa. Embora a grande maioria das falsificações seja de péssima qualidade (e facilmente identificáveis por um colecionador mais experiente) existem várias armadilhas nesse meio e que podem destruir o fascínio e o entusiasmo tão necessários para um colecionador iniciante.

 
 
A melhor coisa para os falsários é a ignorância do comprador...”
Compre a peça e não a ‘história” que te contam.”
(Ditados do meio do colecionismo)

Considerando esse universo gigantesco e seus perigos inerentes, é impossível que uma só pessoa detenha todo o conhecimento necessário para avaliações precisas de várias peças distintas. Assim, para uma maior precisão das informações postadas nesse site, vários colecionadores, cada qual com uma determinada especialidade, contribuem com informações para a descrição das peças. Nesse sentido, A maioria dos colaboradores atua como avaliadores de peças e/ou fonte de informações técnicas e históricas.

Além do contato com muitos colecionadores brasileiros gabaritados, também é mantida correspondência e troca de informações intensas com comerciantes e entusiastas da Europa e Estados Unidos.

A primeira e principal meta deste site é apresentar unicamente itens originais, garantindo a segurança e a veracidade das informações prestadas a todos que buscam peças ou referências neste espaço. Os itens são adquiridos de fontes confiáveis, muitas vezes precedidos de uma pesquisa minuciosa antes da aquisição.

Depois de recebidas as peças, as mesmas são avaliadas com base no conhecimento agregado ao longo de anos na atividade do colecionismo e, eventualmente, no caso de itens com maior valor ou que gerem dúvidas, utiliza-se o expediente de se realizar uma nova consulta pública em fóruns nacionais e internacionais ou, ainda, junto a autores de livros especializados e colecionadores reconhecidamente especialistas neste assunto. No caso de um questionamento sobre a autenticidade de uma peça, mediante algum argumento fundamentado, toda esta pesquisa é apresentada ao interessado

Felizmente, graças a este trabalho transparente e sério, a “Schmidt Antiguidades” construiu um bom nome na comunidade de colecionadores, sendo motivo de orgulho o cuidado quanto à autenticidade das peças aqui apresentadas e as informações prestadas neste espaço. Um dos princípios que norteiam a conduta da “Schmidt Antiguidades” é a de que uma peça ruim deve retornar à sua origem e nunca ser repassada adiante, independentemente dos prejuízos financeiros envolvidos.

Interessante observar que o mantenedor deste site procura investir um valor considerável em conhecimento, através da compra de novas publicações e tecnologias de avaliação de antiguidades, e que são aqui disponibilizadas, com o intuito de mitigar quaisquer riscos de avaliação.

História do Schmidt Antiguidades Militares

História do Schmidt Antiguidades Militares

Durante décadas o hobby do colecionismo de antiguidades militares apresentou pouco desenvolvimento em nosso país, principalmente em função da dificuldade em se obter informação e de saber onde procurá-la.

Some-se a isso um traço triste da educação e cultura da nossa sociedade: é dado muito pouco valor a busca de conhecimento e, conseqüentemente, à preservação da História no Brasil. Aqui, a informação ainda é difícil de ser encontrada, mesmo nos dias de hoje. Também é preciso se defrontar com uma legislação obtusa, draconiana e que deixa de considerar que é mais fácil esclarecer e educar do que proibir e punir.

Felizmente, a Internet ajudou (e ainda ajuda) a melhorar esse cenário desolador.

O primeiro marco de divulgação de conhecimento da História Militar no Brasil foi a criação do que ainda hoje é o melhor site de informações sobre a Força Aérea alemã da II Guerra Mundial na Internet, o Luftwaffe 39-45. A longevidade deste site, que sempre se destacou por ter uma informação de qualidade, neutra e, principalmente, em língua portuguesa, demonstrou a quantidade de pessoas que tinham interesse sobre esse tema. O ápice foi a criação, dentro do site, de um fórum de discussão de assuntos ligados à militaria. Com isso, os estudiosos e colecionadores começaram a se conhecer e a trocar experiências. Nasceram vários laços e grandes amizades.

Deste contato, surgiram discussões sobre experiências, problemas e o que era a Militaria e a História Militar no Brasil. Obviamente surgiram várias idéias e possíveis caminhos que poderiam resultar no desenvolvimento do meio da militaria e ampliar-se a divulgação da História Militar no Brasil.

Cabe ressaltar, que não está se elogiando ou idolatrando as ações militares em prol da violência. A questão é justamente o contrário: as ações militares existem desde os primórdios da humanidade.

Somente vendo os erros do passado e as grandes tragédias que deles resultaram é que podemos evitar erros presentes e futuros. Muitos erros são constantemente repetidos, pois as sociedades não possuem cultura e conhecimento para identificá-los.

Dentro deste cenário, os colecionadores daquele momento listaram alguns de seus principais anseios:

  • O preconceito quanto ao hobby;
  • O quão limitado, deprimente e desrespeitoso eram as práticas existentes no mercado de peças históricas militares no Brasil;
  • Como conhecer mais colecionadores e historiadores e agregá-los e prol do desenvolvimento do meio;
  • A falta de reconhecimento do que foi a Força Expedicionária Brasileira (FEB) e a importância que os pracinhas brasileiros tiveram na II Guerra Mundial.

Destas discussões saíram diversas soluções que se tornaram realidade, como sites próprios de discussões, blogs, elaboração de livros, acessória a museus, reportagens na mídia etc., sempre buscando divulgar o colecionismo de artigos militares antigos.

Dentro deste escopo, a Schmidt Antiguidades busca sempre estimular e patrocinar eventos e ações que visem a divulgação da História Militar e do colecionismo de antiguidades militares.

Como parte deste processo, em 18 de Julho 2008 entrou em operação o site Schmidt Antiguidades, resultado de algo trilhado por todos estes colecionadores no passado.

Pode parecer simples, mas foi um longo caminho. Tortuoso e árduo, por vezes, mas extremamente gratificante ao seu final. Agora á a sua vez de se juntar à essa comunidade vibrante.

“Schmidt é a palavra alemã que, em português, significa ‘ferreiro’...”